O pra sempre sempre se vai
INTERFERIDA ©

Uma parte de mim precisa de você. E a outra também.

Máh Soares.   

Como eu vou deixar você, se eu te amo
Como vou deixar você se eu te amo
Sei que a minha vida anda errada
Que eu já deixei mil furos mil mancadas
Talvez esteja andando em linhas tortas
Por enquanto eu vou te amando é o que me importa

Porque eu te juro, de todas as coisas do mundo, eu só queria abraçar você.

Mai Geffer.

Eu quis muitas coisas ao longo da minha vida, um cachorro, voar, viver para sempre, morar sozinho. Mas aí eu encontrei você, e desde então só quis você, e tem sido você, e vai continuar sendo você, até o fim dos meus dias.

Ciceero M.

Eu tenho uma alma que é feita de sonhos.

Chorão.  

Fala pra ele,
Que ele é um sonho bom
Que mudou o tom
Da tua vida.

Cicero.    

Legal seria você aqui comigo. Me suportando, me acariciando, cochilando no meu colo e eu sentindo os batimentos de seu coração.

Fabrício Bernardo.  

Pela primeira vez a realidade falou mais alto que a fantasia. Pela primeira vez a realidade da sua ausência falou mais alto que a fantasia de anos a sua espera. Sofri pra caralho, como diz por aí quem sofre pra caralho. Mais do que livros cabeças, músicas bacanas, frases inteligentes, lugares descolados ou posições sexuais, você me ensinou o que realmente importa aprender nessa vida: que a vida pode ser uma grande, imensa e gigantesca merda. É, ela pode ser. E que não existe porra de príncipe porra nenhuma. Que nem ninguém e nem nada pode te levar para longe de nada. É isso e pronto. E é assim pra todo mundo. E pronto.

Tati Bernardi 

Odeio teu sorriso e a forma de você conseguir me tirar do sério em apenas 1 minuto. Odeio seu jeito carinhoso, os seus beijos, as suas mordidas, os abraços apertados, suas mãos em meus cabelos. Odeio a bagunça que você faz na minha vida. Odeio o jeito que você chega em mim e consegue me fazer pensar "como eu precisava disso". Odeio seu sorriso idiota, odeio a forma que você fala comigo. E você não tem ideia de como odeio estar longe de você, sem poder saber onde está, onde foi ou onde vai ir, sem poder dizer o quanto sinto saudades, o quanto eu tenho raiva de te ver e não poder te abraçar… Odeio ter que ver você como uma pessoas comum, como uma pessoa qualquer. Odeio saber que você já não é meu. Eu odeio, odeio você, odeio seu nome, odeio tudo que tenha você, porque acima de tudo, eu te amo.

Amanda Singer. 
Like this post

- gostoso mesmo é quando as coisas estão limpas e bonitas, e a gente não sente a menor necessidade de fugir. Gostoso é quando a gente não tem medo e nem sente o coração confuso. A felicidade fica estampada na expressão do rosto, em todos os movimentos. E tudo porque o amor está novo e reluzente como se tivesse sido envernizado, então não é preciso explicar nada, nem contar nenhuma estória escura, porque estórias claras estarão acontecendo e a alma está sendo exatamente aquilo que é, sem nenhuma dureza, e o que foi ficou dependurado em algum armário embutido, junto com sapatos (quem precisará deles para pisar na grama limpa dessa terra?).

Libélula Suicida

Me beija. Me beija pela última vez. Pra eu poder levar o teu gosto comigo. Pra ter o que recordar. Sei que tudo acabou, mas eu queria te beijar mais uma vez. Preciso te sentir mais um instante. Te tocar. Te amar. Pra deixar aquela saudade. Pra te deixar com vontade. Vontade de deixar meu gosto contigo. Pra teres o que recordar. Me beija, vai. Beija de verdade. Beija pra valer. Beijo eterno. Beijo selvagem. Beijo suave. Beijo saudoso. Beijo malicioso. Beijo escandaloso. Me beija pela última vez. Mas me beija e sai correndo. Vai embora logo. Vai, antes que o passado passe diante dos nossos olhos, como um filme antigo. Vai, antes que as recordações sejam fortes e tragam à tona os nossos velhos sentimentos. Vai, antes que a gente faça besteira. Vai, antes que a gente perceba que estar longe é brincadeira. Vai, antes que eu me desespere. E te diga o que não devo. Vai, sai correndo. Mas antes me beija. Me beija como a gente nunca se beijou antes. O beijo do tchau. O beijo do adeus. Beija logo…antes que vire o beijo do recomeço, do volta pra mim, do ainda te quero. Beija, vou deixar a porta aberta. Beija e, antes que eu abra os olhos, sai por ali. E fecha a porta.

Clarissa Corrêa. 

Me leva com você
Na sua mochila
No seu bolso
No seu coração

Clichês